sábado, 9 de junho de 2012

No cinema

    

     Ontem, como dissemos, foi uma noite cheia de emoções. Não sei que se passava comigo, senti prazeres que nunca tinha sentido antes!
     Depois de termos reparado que éramos as únicas pessoas na sala de cinema, perguntaste-me se era naquele momento que íamos fazer uma loucura; a pergunta foi em tom de brincadeira, mas foi o suficiente para me deixar com vontade de arriscar.
      O vestido que usavas, de tão curto que era, facilitou as coisas. O filme começou, tu encostaste-te a mim e logo as minhas mãos começaram a percorrer o teu corpo, enquanto sentia as tuas nas minhas coxas, a aproximarem-se cada vez mais do meu pau. Sem hesitar, levantei-te o vestido e senti o calor da tua pele diretamente na minha. Estavas molhada; muito molhada! Sem receios, desapertaste-me as calças e puxaste-o para fora; enquanto isso, eu continuava-te a masturbar e tu começaste com os teus característicos leves suspiros, que iam aumentando enquanto te desviava o cabelo do pescoço e da orelha, para te puder devorar com os meus lábios, língua e dentes! Tu, para além de usares a mão para me dar prazer, meteste o meu pau na boca e eu continuei a sentir as tuas mamas perfeitas, o teu pescoço... Foste aumentando o ritmo e ias-me engolindo cada vez mais, até ficar pouco por entrar na tua boca; não passou muito tempo e eu explodi de prazer e vim-me! Tu levantaste-te, beijaste-me ainda com o meu sabor nos lábios e eu continuei a enfiar-te os dedos e a estimular-te o clítoris, o que te levou rapidamente ao orgasmo.
      Era altura de dar uso ao dinheiro que gastámos e ver o que restava do filme. Era bom, o filme, mas rapidamente se chegou o intervalo. A meio da segunda parte voltei a esquecer o filme. A história repetiu-se: as minhas mãos voltaram a percorrer o teu corpo e quando dei por ela estava outra vez com o pau fora das calças. Tu estavas mais molhada que nunca. Depois de te enfiar os dedos, passei-os nas tuas mamas, no teu pescoço e, por fim, nos teus lábios. Eu apenas os quis sentir, mas tu quiseste mais; tu quiseste-te provar, saber qual o sabor da tua delicia cremosa, e lambeste-mos. Não imaginava o quão prazerosa essa atitude poderia ser; elevou-me o tesão ao máximo. "Queres fazer?" perguntei eu; não foi preciso dizer-te o quê porque me conheces suficientemente bem para saberes qual era o meu desejo. Levantaste ainda mais o vestido para que pudesse ver o teu cu e, de costas para mim, pegaste no meu pau, que estava teso e a latejar de vontade, e sentaste-te em cima de mim, enfiando-o bem fundo. Cavalgaste intensamente enquanto eu te segurava na cintura e te puxava cada vez com mais força, na ânsia de me sentir ainda mais dentro de ti. Instintivamente, sem pensar sequer se te causaria dor ou prazer, ou, quem sabe, um misto de ambos, agarrei-te no cabelo e puxei-o, o que te levou a inclinar a cabeça para trás. Gemeste mais alto e isso fez-me vir pela segunda vez.
      Tivemos tempo ainda para ver o que restou do filme que, apesar das interrupções, se revelou com um final emocionante. De mãos dadas e encostada a mim, choraste.

Te amo, Beijos
Eros

13 comentários:

  1. A vossa cumplicidade e sentido de risco deixam-me invejosa! :)

    Beijo d'(Ela)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A verdade é que até nós nos estamos a surpreender. São coisas que no início da relação nunca nos passaria pela cabeça fazer mas, como referes, a crescente cumplicidade que existe entre nós tem permitido momentos fantásticos.

      Beijos
      Eros&Afrodite

      Eliminar
  2. Hummm...

    já gostei da sessão de cinema, ainda bem que cheguei a tempo de não perde-la! rs

    Sejam bem vindos em Nosso blog e estaremos aqui para seguirmos de perto as perigosas e pervertidas brincadeiras do casal...

    Abraços,

    JUN ZURIK

    Beijos carinhosos,

    ÍsisdoJUN

    ResponderEliminar
  3. Que grande sessão cinematográfica!!!
    O risco torna estas aventuras ainda mais apetecíveis...

    Bjs
    Bedtimelovers

    ResponderEliminar
  4. Já passei por essa experiencia é uma delícia, uma mistura de medo e prazer uma loucura, e pior pagamos pela proxima sessão e fizemos tudo de novo e desta vez quase conseguinos assistir ao filme rsrsrsrs
    Beijoss proibidos casal ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais xD Qualquer barulho fazia com que nos assustássemos. mas valeu a pena. E no nosso caso já não havia próxima sessão, já estávamos a ver a última... Mas repetiremos outro dia :)
      Beijos

      Eliminar
  5. Nossa... que tesão...

    beijos



    Cris e Junior
    http://desejosefantasiasdecasal.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Que sessão de cinema fantástica.
    Eu não sou muito adepta do sexo fora de portas, não consigo descontrair e gozar com a adrenalina do inesperado.
    Mas, se me encontrasse num cinema sozinha, acho que até eu adoraria uma aventura assim, obrigada por a partilharem.
    Beijo sexy,
    Ana

    ResponderEliminar
  7. Extremamente excitante!
    Uauuu!!,

    Deliciosa sessão.

    Beijos meus

    ResponderEliminar
  8. No cinema é um "cenário" quase obrigatório.

    ResponderEliminar
  9. QUE DELICIA ESSE BLOGGER HEIN!
    ADORAMOS.
    BEIJOS E LAMBIDINHAS:)
    DI&FER

    ResponderEliminar
  10. Sabe tão bem explorar esse tipo de partilha. Continuem com as vossas deliciosas experiências ;)

    Beijo e Abraço

    ResponderEliminar
  11. Que lindo...
    excitante e romantico...
    Adorei...
    Parabéns ao casal pela coragem e pelo amor!!
    bjs melados

    ResponderEliminar

Aqueçam-nos com as vossas palavras!